quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Crianças não nascem gostando de "porcaritos"

Por Nadia Cozzi 22/11/17



Como diria minha vó “É de pequeno que se torce o pepino”. Pois é, se criamos um bebê com bolachinhas, refrigerante na mamadeira e tantos outros absurdos
que observamos diariamente, certamente será muito difícil ter uma criança com alimentação e vida saudável .

Nos meus mais de 20 anos de trabalho com alimentos orgânicos conheço várias desculpas para não mudar hábitos alimentares e eu compreendo. Mudar hábitos é dolorido e difícil, até porque à nossa volta tudo conspira para que isso não aconteça.

Mas também percebi que existem duas fases na vida onde as pessoas buscam essa mudança: quando ficam doentes, e aí não existe outra alternativa, ou quando nascem os filhos. A primeira não precisa de tanta explicação, a segunda é bonita de ver.

Corre-se atrás de feiras orgânicas, e aquela preguiça de levantar mais cedo e ir à feira não existe mais. Busca-se livros e grupos nas redes sociais que falam sobre o assunto, troca-se informações, aprende-se que alimentação de qualidade passa pela cozinha e pelo prazer de cozinhar.

Não faltam palpites da família, dos amigos, dos avós. Ah! mas ele vai ficar aguado! Ah! Mas é só um pedacinho, ele está vendo os outros comerem.

E aí sempre é bom saber que ninguém fica aguado de uma coisa que não conhece. Viu os outros comerem e quer comer também, apenas um desejo de socialização. Nada que um pedaço de maçã ou banana não resolvam.

Habituar as crianças desde pequenas aos sabores das frutas, legumes e verduras é habituar aos sabores naturais, ressaltando que os alimentos vindos da Natureza são tão generosos que permitem variações incríveis de sabores e de preparos. Podem ser refogados, assados, cozidos, doces, salgados. A abobrinha por exemplo, pode ser simplesmente refogada, mas também vira sopa, macarrão, pão, bolinho, pizza, suflê e até bolo de chocolate. Leia “ Falando abobrinhas” lá no meu Blog BioCulinária.

Então não precisamos arrancar os cabelos quando nossos pequenos não gostam de um alimento, talvez se prepararmos de um outro jeito ele aceite super bem.




Só mais uma coisinha, a criança imita os pais desde pequena. Aproveite e tire os “porcaritos” de sua vida também, não adianta falar uma coisa e fazer outra, seja exemplo.

Imagens: Pixabay

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...