sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Desapegos, já pensou na sua vida?


O maior exemplo de desapego vem das abelhas. Após construírem a colmeia, abandonam-na. E não a deixam morta, em ruínas, mas viva e repleta de alimento. Todo mel que fabricaram além do que necessitavam é deixado sem preocupação com o destino que terá. Batem asas para a próxima morada sem olhar para trás.


Na VIDA DAS ABELHAS temos uma grande lição. Em geral O homem constrói para si, pensa no valor da Propriedade, tem ambição de conseguir mais bens, sofre e briga quando na iminência de perder o que "lutou" para adquirir.


"Onde estiver nosso coração, ali estarão nossos tesouros..." Assim, não pode haver paz uma vez que pensamentos e sentimentos formem uma tela prendendo o ser ao que ele julga sua propriedade. Essa teia não o deixa alçar vôo para novas moradas. E tal impedimento ocorre em vida ou mesmo após a morte, quando um simples pensamento como "Para quem vai ficar a minha casa?" é capaz de retê-lo em uma etapa que já podia estar superada. Ele fica aprisionado a um plano denso, perde oportunidades de experiências superiores.


Para o homem, tirar a vida de animais e usá-los como alimento é normal. Derrubar árvores para fazer conservas de seu miolo, também. Costuma comprar o que está pronto e adquirir mais do que necessita. Mas as abelhas fabricam o próprio alimento sem nada destruir e, ainda, doam a maior parte dele.


A lição das abelhas vem do seu espírito de doação. Num ato incomum de desapego, abandonam tudo o que levaram a vida para construir. Simplesmente o soltam, sem preocupação se vai para um ou para outro. Deixam o melhor que têm, seja para quem for - o que é muito diferente de doar o que não tem valor ou de dirigir a doação para alguém da nossa preferência.


Se queremos ser livres, se queremos parar de sofrer pelo que temos e pelo que não temos, devemos abrigar em nós um único desejo: o de nos transformar. O exercício é ter sempre em mente que nada nem ninguém nos pertence, que não viemos ao mundo para possuir coisas ou pessoas, e que devemos soltá-las. Assim, quando alguém ou algo tem de sair de nossa vida, não alimentamos a ilusão da perda. Adquirimos visão mais ampla.


O sofrimento vem quando nos fixamos a algo ou a alguém. O apego embaça o que deveria estar claro: por trás de uma pretensa perda está o ensinamento de que algo melhor para nosso crescimento precisa entrar. E se não abrimos mão do velho, como pode haver espaço para o novo?

Boletim de SINAIS - nº 6 - Figueira
Laudemir Farias, enviou esta Mensagem


quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A energia dos Alimentos e as Estações do Ano


Prestar atenção ao sabor e à energia do que se come é muito importante porque a comida pode funcionar como agente que esquenta, esfria, acelera, acalma ou limpa o corpo.

Em seu estado natural e sem agrotóxicos, folhas, raízes, flores, brotos, frutas, mel, grãos e ervas guardam intocada a energia vital que vem das forças da Terra e do Sol.

Nas últimas décadas, com o desenvolvimento da ciência alimentar, pode-se encontrar de tudo o ano todo.Em cada estação a Natureza oferece ao Homem o seu melhor, tornando mais vibrantes certas espécies de alimentos. Ao longo das estações do ano, o sol varia sua potência e abençoa a terra com diferentes energias.

Estimular o paladar com gostos diferentes é uma forma saudável de transformar o humor e as emoções. Uma boa alimentação deve ter a presença equilibrada de todas as nuances do paladar:continue lendo em Alimento Puro

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Siga os truques da vovó



Muitas dicas domésticas do tempo das nossas avós podem economizar tempo, são baratas e usam coisas que normalmente se encontra em casa. 

Relembre ou conheça algumas dessas dicas extraídas do livro Mrs Beeton's Book of Household Management("Livro de administração doméstica da senhora Beeton"), de 1923.

Apesar de antigas, muita gente garante que elas funcionam, e o que é melhor, sem utilizar produtos químicos nem outras substâncias que podem fazer mal à sua saúde e ao meio ambiente. 

Conheça algumas:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...