sexta-feira, 27 de maio de 2011

Urso polar agradece carro ecologicamente correto da Nissan


A Nissan acaba de lançar um modelo de carro elétrico, ambientalmente correto.
Como divulgação, apresentou um comercial no qual um urso polar viaja para agradecer aos consumidores pela contribuição no meio ambiente, já que a emissão de gás carbônico é zero, o que contribui para o não aquecimento global.
Veja o filme do Nissan Leaf criado pela TBWA/Chiat/Day de Los Angeles.



O exercício do perdão



A cada dia que vivo e aprendo com a vida, mais se reforça para mim a constatação de que o perdão vai bem além de uma atitude localizada e isolada, de que ele se aproxima de um exercício. É um conjunto de atitudes que vamos tomando e reavaliando, construindo novas interpretações da vida, descobrindo e escolhendo novos ângulos. O perdão integra uma série de ações internas e externas e precisa de tempo para se assentar.
As mágoas nos prendem ao passado e nos fazem temer o futuro, retiram o poder do presente e a abertura a vivê-lo. Ocupam lugar no nosso coração fechado, tornando difícil que outras emoções, outras histórias, outras experiências de vida possam florescer. Um coração cheio assim é um coração que se aproxima da realidade só pela metade. Então vamos ficando amargos, não só pelas vivências de mágoa, mas também pelo fechamento criado que faz com que nossa vida afetiva murche, e junto com ela nosso viço, nossa alegria, nossa disposição, nosso impulso criativo. Leia mais

Curso de Gestão Empresarial em Ecoturismo e Turismo de Aventura abre inscrição para Salvador (BA)


Serão oferecidas 35 vagas. O curso é presencial e faz parte do programa Bem Receber Copa, que vai capacitar 306 mil profissionais até 2013

26/05/2011
Brasília – Para preparar os profissionais para a Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014, o Ministério do Turismo (MTur), em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), promove, no período de 06 a 09 de junho, em Salvador (BA),  o Curso Presencial de Gestão Empresarial. A ação faz parte do programa Bem Receber Copa – Ecoturismo e Aventura, que qualificará 8 mil profissionais do segmento em todo o país.
O curso, voltado aos proprietários e gestores de empresas, é gratuito. No entanto, o aluno é responsável pelo custo do deslocamento, hospedagem e alimentação. Para adquirir o Atestado de Conclusão, é necessário que o aluno tenha, no mínimo, 90% de participação no curso e faça avaliação. Para ser aprovado, é preciso nota acima de 70%. Serão oferecidas 35 vagas. As inscrições devem ser feitas pelo e-mailcursospresenciais@abeta.com.br. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (31) 3261.5707
Bem Receber Copa – Ecoturismo e Aventura
O objetivo do Bem Receber Copa – Ecoturismo e Aventura é melhorar a gestão administrativa, técnica e financeira dos negócios, além de atender às necessidades dos clientes de maneira eficaz, com qualidade e segurança. As ações abrangem 215 frentes de qualificação. Serão oferecidos 121 cursos presenciais, 86 turmas de ensino a distância e oito cursos em vídeo-aulas. O mesmo profissional poderá fazer mais de um curso.
 
ASCOM ABETA

Mais informações

Telefones Úteis    |    Fale Conosco 

Atendimento à imprensa 
Assessoria de Comunicação do MTur

imprensa@turismo.gov.br
(61) 2023 7055 
Siga o turismo no Twitter: www.twitter.com/MTurismo

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Amor


O que você anda ouvindo?


A música alegra a vida, nada como viver e trabalhar cantarolando e dançando não é mesmo?

Mas preste bem atenção à letra e à melodia, será que ela está mesmo trazendo alegria?

Muitas vezes cantarolamos músicas que semeiam coisas negativas, falam da tristeza de um amor perdido, do quanto amor rima com dor e coisas afins. Essa energia negativa de alguma forma atinge sua Vida, sua Saúde seu Humor, e a gente nem percebe.

Se for instrumental sinta as vibrações no seu corpo. Inunde sua casa de notas musicais felizes, positivas, bonitas. Ela merece.


Que tal encontrar frases bonitas nas canções e enviar para cá no Blog do Instituto Pedro Cozzi?
Lá vai a minha:


"Todo ano eu lhe fazia uma cabrocha de alta classe
De dourado eu lhe vestia pra que o povo admirasse
Eu não sei bem com certeza porque foi que um belo dia
Quem brincava de princesa acostumou na fantasia"




Quem Te Viu, Quem Te Vê

Chico Buarque

Composição : Chico Buarque


Limpando sapatos sem sujar o Planeta.


Sapatos: limpe os sapatos, cintos e bolsas brancas com pasta de dente. Ficarão como novos.

v  Sapatos de camurça: use uma escova com cerdas duras e curtas, com movimentos sempre no mesmo sentido dos pêlos. Para limpezas mais difíceis, use uma escovinha embebida em água morna e sabão de coco e, em seguida, passe um pano ligeiramente úmido, para retirar o sabão.

v  Sapatos de Camurça com miolo de pão. Esfregue o miolo nos calçados e as manchas desaparecerão.

v  Sapatos e bolsas de Nobuk são limpos com uma escova de dente de cerdas duras, passadas em movimentos circulares. E as pequenas manchas podem ser “apagadas” com uma borracha comum, do tipo escolar. Se a peça for de cor clara, limpe-a com uma escova de cerdas duras embebida em água morna e sabão de coco, passando em seguida um pano seco. Sapatos de Nobuk molhados devem ser escovados, ainda molhados, com uma escova de cerdas macias. Depois, deixe os sapatos secarem naturalmente, à sombra. Coloque papel pardo dobrado ou jornal amassado por dentro, para que não percam a forma.

v  Sapatos de couro comum ou sintético, molhados devem receber uma boa camada de lustra-móveis antes que sequem. Aplique o produto por toda a superfície, incluindo as solas (porque ao secarem vão ressecar e podem virar para cima).


Universo da Aquarela



domingo, 22 de maio de 2011

Terapia com flores



Rumilda Fernandes
Psicopedagoga e especialista em arteterapia com flores.
 Atende pessoas em sessões individuais que estão passando por momentos de estresse, depressão, síndromes e que necessitam de relaxamento e momentos de reflexão
O trabalho de arte, manuseio e interação com as flores promove   saúde, além de desenvolver a percepção,a sensibilidade e o potencial que existe em cada ser.
Local de atendimento : Instituto CKK - Desenvolvimento Humano
R: Batataes  602-cj12 - Jardim Paulista (proximo ao metro Trianon Masp) e-mail:fernandes.rumi@gmail.com (11) 3805-6007 - (11) 8122-2659

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Trabalhos Ecológicos de Nadia Cozzi


Trabalhos Ecológicos


Consciência na Alimentação
Receitas Práticas de Liquidificador

Em linguagem clara e objetiva este trabalho aborda os problemas de saúde causados pelos efeitos nocivos dos agrotóxicos, transgênicos, promotores de crescimento, conservantes e outros aditivos químicos presentes nos alimentos, baseados em pesquisas científicas.

Este trabalho deu origem à série "Apostilas Ecológicas". Trata da energia do alimento e porque cada vez mais ele tem sido apontado como fator gerador de doenças.
Ensina como se proteger e escolher alternativas mais saudáveis para uma alimentação mais pura e que respeita acima de tudo a VIDA, seja ela a do ser humano, dos animais, das plantas ou do meio ambiente.

CONTEÚDO:
 Receitas fáceis e charmosas para o seu dia a dia,
 Pensamentos sobre alimento do Meishu Sama, (criador dos Conceitos da Agricultura Pura no Japão).
 Trechos de músicas que exaltam os sabores da nossa Culinária, poesia na visão de compositores como Chico Buarque, Adoniram Barbosa, João Bosco entre outros
 100 receitas (drinks, sucos, entradas, salgadinhos e sobremesas todas feitas no liquidificador.

À venda nos sites:
 Agbook


Um Mergulho no Mundo do Chocolate
Histórias, Lendas e Sabores

Nossos anfitriões são os Maias e os Astecas que gentilmente nos conduzem nessa deliciosa viagem. Vamos entender porque esse alimento cativa a todos desde a Antiguidade, quando era apenas uma bebida considerada mágica e afrodisíaca.

CONTEÚDO:
 Efeitos positivos e negativos do Chocolate para a Saúde
 Como temperar e preparar deliciosas receitas
 Como avaliar a qualidade da matéria prima, fazendo a escolha certa para um produto final de qualidade.
 Quer saber o que o Azeite tem a ver com o Chocolate?
 Receitas de bombons, trufas, ovos de Páscoa, pirulitos de chocolate, pães de mel e uma série de outras gostosuras.
 Técnicas básicas de degustação
 Dicas de beleza: Que tal um banho de Chocolate?





Nem vem de garfo que hoje é dia de sopa

O ato de fazer uma sopinha sempre está ligado a cuidar de alguém, pode ser o seu amor, o seu filhote, seus pais, não importa...

Parodiando a letra dos Paralamas do Sucesso “Cuide bem do seu amor, seja quem for...”

O Mundo está carente desses cuidados, dessas atenções, nada mais acalentador e inclusivo do que uma boa sopa, servida com torradinhas quentes e quem sabe até um bom copo de vinho! Aproveitem das receitas e dos carinhos.


À venda nos sites:
 Agbook


Bio Cosmética
A Beleza mora na cozinha.

O alimento além de ser importante para nossa saúde também se destaca por suas propriedades cosméticas.

Resgatar a sabedoria de nossas avós e resgatar esses cuidados, essas atenções que elas se davam, é o intuito deste trabalho.

Sinta a delicia de cuidar de seu corpo com a refrescância das frutas, verduras e cereais. Receitas e dicas simples, naturais e fáceis de fazer.

À venda nos sites:
 Agbook








Livros sobre a nova Consciência Ecológica ainda em revisão:


Bio Limpeza
Produtos de Limpeza Caseiros e Inteligentes










Bio Conservação dos Alimentos
Como conservar os alimentos naturalmente sem aditivos químicos.














Virando a Mesa
O industrializado agora é feito em casa.











Quando tudo parece dar errado ...



Quando tudo parece dar errado...

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Aposentado de 89 percorre caminhos mais longos do mundo a pé


RODOLFO LUCENA

Desde os 17 anos, o aposentado Virgílio Ribeiro, 89, percorre, andando, os caminhos mais longos do Brasil e do mundo. 
Alexandre Rezende/Folhapress
Virgílio, com seu equipamento de caminhada, no Horto Florestal, zona norte de SP
Virgílio, com seu equipamento de caminhada, no Horto Florestal, zona norte de SP
*
"Caminho há 70 anos. Tenho recordes de tudo. Caminhei todo o Brasil, o México. Fui ao Vale dos Dinossauros, na Bolívia. E fiz duas vezes o caminho de Santiago.
Sou o homem mais antigo a fazer o caminho.
Da primeira vez, em 2001, foi um desafio. Peguei meu 13º salário, o que eu tinha, fiz um empréstimo e fui para lá com a cara e a coragem, sozinho, sem ninguém...
Saí de Roncesvalles, nos Pirineus. Logo 22 ou 25 km adiante, tinha um albergue, mas não parei. Fui direto para Pamplona. Naquele dia, andei 48 km, com a mochila nas costas. A mochila e o cajado de peregrino.
Voltei sete anos depois e fiz um trajeto ainda mais longo, saindo de Saint Jean Pied de Port, na França. São 850 km até Santiago de Compostela.
Ser peregrino é interessante. A gente vê tanta coisa. Eu sou um camarada assim: eu curto a vida. A única infelicidade que eu tenho é não ter minha esposa viva. Vivemos juntos 46 anos. O resto...
Eu não tenho dor, não tenho dificuldade, não tenho nada. O único problema que tive foi na primeira vez que fiz o Caminho. Senti uma canseira. Parei no albergue, veio uma médica me examinar.
'Seria bom você ir para um hospital, passar dois dias, depois se recupera', ela disse.
Veio uma ambulância na hora, me levou já com balão de gás para ajudar a respiração. Fiquei num apartamento, num centro hospitalar, coisa maravilhosa, com telefone, televisão, jornal de manhã, sem pagar nada.
Depois de dois dias, voltei para a caminhada e completei a jornada em 28 dias.
Alexandre Rezende/Folhapress
Virgílio da Silva Ribeiro, 89, mostra, em sua casa, em São Paulo, cadernos de anotações com impressões de suas viagens e poemas; suvenires das andanças: certificados de caminhadas nos Estados de São PauloeMinas Gerais e a concha de Santiago de Compostela
Virgílio da Silva Ribeiro, 89, mostra, em sua casa, em São Paulo, cadernos de anotações com impressões de suas viagens e poemas; suvenires das andanças: certificados de caminhadas nos Estados de São Paulo e Minas Gerais e a concha de Santiago de Compostela
Segui cantando. Eu gosto de cantar. Estudei canto, de moço. Em qualquer albergue, eu chego cantando. Canto tudo: canções, trecho de ópera, tudo o que eu lembro.
Na minha juventude, já gostava de caminhar. Com 17 anos, escalei o pico do Jaraguá, que era selvagem naquele tempo. Fui com três amigos, e passamos os quatro dias de Carnaval. Essa foi a minha primeira aventura. Aí tomei gosto por aquilo.
CIGARRO E CERVEJA
Eu fumava um maço e meio de cigarros por dia, fumava muito, bebia também. Trabalhei 22 anos na Brahma, a gente bebia muito. Era de graça mesmo, não é?
Larguei em 1972. O homem, quando chega aos 45, 50 anos, tem de parar com essas coisas, passar a encarar melhor o que faz. Eu deixei de beber de repente, assim, cismei, falei para a mulher: 'Olha, não vou beber mais'.
Uns dias depois, eu saí de casa para comprar cigarro. No meio do caminho, parei, pensei: 'Deixei de beber, vou deixar de fumar também'.
SAÚDE
O cigarro não teve nada a ver com o câncer. O câncer foi depois. Tenho agora 89 anos, o câncer foi 24 anos atrás.
Estava em Angra dos Reis, com minha filha, meu genro, meus netos pequenos. Mergulhei no mar, tentei nadar e não consegui. Cansado demais, não respirava bem.
Voltamos para São Paulo, fui ao hospital, fiz exames. O médico me disse: 'Olha Virgílio, você está mal, vai ser operado. Eu já vou te avisando: é um caso que pode retornar, pode ter sequelas'.
Eles operaram meu estômago, fiquei um tempo no hospital. Quando voltei para casa, depois de um tempo, fui para a academia. Eu sempre fiz musculação, fazia modelagem física no Palmeiras. Sou um português palmeirense. Até o ano passado, fazia musculação.
PELO MUNDO
As grandes caminhadas foram todas depois da operação. No exterior, a primeira foi em 1997, no México: com 75 anos, percorri os caminhos da civilização maia. Em 2003, com 81, fui o homem mais antigo a subir o monte Huayna Picchu, em Machu Picchu.
Andei sete horas sem parar, foram 36 km, com uma subida de 2.825 metros. Quando desci, foi uma emoção indescritível, impressionante. Estava todo mundo na praça me esperando, para me receber e me dar os parabéns. Aí eu chorei.
Pelo Brasil, fiz todas: caminho da Luz, caminho do Sol, caminho das Missões, passos de Anchieta. O caminho da Luz, em Minas Gerais, com o pico da Bandeira, é lindo, lindo, lindo.
Num certo trecho, a gente caminha por onde era o leito da estrada de ferro que vinha do Rio, a Leopoldinense. Não tinha mais a estrada, não tinha trilhos nem dormentes, mas tinha aquelas estaçõezinhas velhas, sem telhado.
Eu vivo o caminho. Aquela beleza, os rios, as matas, as flores, os pássaros, aquela coisa maravilhosa que eu encontro pelo caminho. Eu paro no meio da trilha, me apoio no cajado e fico pensando, imaginando: eu sou um mensageiro de Deus.
Somos todos uma figura só: árvores, pássaros. É isso ai. Essas coisas é que eu busco no caminho.
COTIDIANO
Meu dia é assim: deito de madrugada, aproveito todo o possível do dia, faço palavras cruzadas, vejo filmes, escrevo poesia, impressões que tenho das viagens.
Faço almoço, porque, com o meu salário, não dá para almoçar fora. Faço sopa, uso cenoura, mandioquinha, para quatro, cinco dias. Ponho no freezer, para não fazer todo dia, porque eu saio muito também.
Encontro os amigos, as amigas. Mais interessante é encontrar as amigas. Porque aí é beijinho daqui, beijinho dali...
A vida é assim. Eu tenho uma vida formidável, rapaz.
Vida fora do normal. Não posso me queixar. Sou feliz, apesar de viver sozinho. Ganho pouco, mas sou feliz."
*
RAIO-X
NOME E ORIGEM
Virgílio da Silva Ribeiro, 89, nasceu em 1922, em Vila Garcia, distrito de Trancoso, Portugal. Veio para o Brasil com pouco mais de um ano e meio
FAMÍLIA
Viúvo de dona Helena, com quem foi casado por 46 anos e teve quatro filhos. Tem nove netos
TRABALHO
Aposentado, já foi gerente de bar, contador, recepcionista e subchefe de departamento pessoal
CAMINHADAS
Caminha desde os 17 anos, mas passou a fazer longos percursos depois dos 75
*
ANDANÇAS NO BRASIL
Caminho da Fé
De Águas da Prata a Aparecida (SP), passando por trilhas. (caminhodafe.com.br)
Caminho da Luz
De Tombos, a 383 km de BH, ao Pico da Bandeira. São quase 200 km em sete dias. (caminhodaluz.org.br)
Caminho das Missões
Percurso de até 325 km, na região das Missões, no RS. (caminhodasmissoes.com.br)
Caminho do Sol
São 241 km, de Santana do Parnaíba a Águas de São Pedro. (caminhodosol.com.br)
Os Passos de Anchieta
Reconstitui trilha percorrida pelo padre Anchieta. São 100 km, no Espírito Santo. (abapa.org.br)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...