sábado, 24 de março de 2012

Qual a melhor maneira de colocar os quadros?

 



Mais uma dica muito legal do Blog Donas de Casa Anônimas

Testando a distribuição dos quadros

Não saia colocando os quadros a la louca, existe técnica! Você pode fazer como na foto abaixo, o que lhe proporcionará uma visão melhor do que você havia imaginado. Ou colocar seus quadros todos no chão, na frente da parede a ser decorada e montar conforme você pensou, fazendo as combinações de molduras e tamanhos.





Aproveitando retalhos e roupas velhas



Bel legal esta idéia, utiliza os retalhos ou as roupas que não vamos usar mais, deixa os cabides mais bonitos e ainda ficam antiderrapantes. Um armário bonito e bem arrumado faz bem aos olhos e ao coração. Aproveite e veja o que já não serve mais e separe o que pode ser doado e o que pode por exemplo virar cabide estofado. Legal né?
Mais ideias no Blog Donas de casa Anônimas

sexta-feira, 23 de março de 2012

A poesia de Emília Wanda


ARTE AMIGA - artesanato entre amigas

by Jô Bibas
Tem gente que consegue misturar ternura e poesia nas coisas mais inesperadas. Um sapo, um ovo, um passarinho, uma acerola, tudo tem uma historinha que enfeita. Assim é Emília Wanda, que com delicadeza me conta sua trajetória, definida pelo pai, tão encantado por Monteiro Lobato que deu à ela o nome da boneca falante e os caminhos profissionais trilhados pelo admirado escritor: "minha filha, você vai ser advogada ou artista". Rendendo-se ao fato de que o estudo das leis não eram a sua praia, Emília Wanda trilhou a estrada que lhe restava: cursou Belas Artes. Dali já saiu trabalhando com cerâmica, a arte do detalhe nas miniaturas. Continue lendo e veja que peças mais mimosas e alegres, a arte que faz bem aos olhos e ao coração
 

segunda-feira, 19 de março de 2012

Ordem no armário

Deixar o armário arrumado não ajuda apenas a poupar tempo na hora de se vestir. Roupas e sapatos bem guardados duram mais e não ficam sujeitos a mofo, pó nem a traças. A consultora Cristina Papazian, especialista em organização doméstica, ensina os principais truques:
 
 
 
 
 
Fonte: Veja Online

sexta-feira, 16 de março de 2012

Vá de carona!


Há muitas formas sustentáveis de se locomover nas cidades. Bicicletas, patins, skate, a pé, diversas são as maneiras que você pode contribuir com o meio ambiente e até mesmo com sua saúde. Mas para aqueles que não abrem mão do conforto e também querem diminuir a pegada ecológica, uma caroninha cai muito bem.



A carona colabora não só com a diminuição dos veículos nas ruas, mas também serve como pontes de relações sociais e ajuda a reduzir os gastos mensais. Além disso também reduz o estresse, já que o tempo passa mais rápido quando duas ou mais pessoas estão conversando.
Atualmente existem programas na internet que estimulam as pessoas a organizarem suas caronas de maneira mais segura. Conheça alguns que o Green Nation selecionou!
A ferramenta permite ao usuário adicionar seu destino e pesquisar caronas oferecidas, além de compartilhar viagens com outros membros. O site possui também uma seção corporativa na qual é possível conseguir até carona de helicóptero .

Um mapa interativo mostra de onde saem e para onde vão as caronas. São mais de 11.000 usuários cadastrados em todo o país — o que permite que as caronas sejam tanto dentro da cidade, como para outros lugares.

O lema do site é que em cada carro cabem ao menos quatro passageiros. É preciso se cadastrar para ter acesso aos mapas e às comunidades de caronistas (quem dá carona) ou caroneiros (quem pega carona) da cidade.

Reúne cerca de 11.000 pessoas interessadas na troca de caronas corporativas. O cadastro é feito apenas por meio de empresas e seus funcionários. Um novo serviço pretende possibilitar o compartilhamento de veículos também na ida a shows e eventos.

Criado por estudantes da Unicamp, o serviço é voltado exclusivamente a universitários e já conta com a adesão de nove instituições nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná. Para usar a ferramenta é preciso ter o e-mail de aluno de uma das universidades participantes.

Saiba também como organizar melhor a sua carona:
 - Combine antes o itinerário e o trajeto da viagem, assim como pontos de embarque e desembarque.
- Marque um horário e determine a tolerância máxima de atraso.
- Despesas com combustíveis, estacionamento e pedágio devem ser divididas entre motorista e passageiro, a menos que isso seja previamente combinado de outra forma.
- Verifique se a manutenção de seu automóvel está em dia.
- Estabeleça algumas regras para evitar desentendimentos, como ouvir música, comer ou fumar no interior do veículo.
Fonte: Equipe GreenNation
Importante! Lembramos que as informações foram reunidas em sites relacionados ao tema dessa dica e que o GreenNation não se responsabiliza pelos serviços e produtos oferecidos por esses fornecedores.

Unhas fashion sempre!



Boa notícia para quem não abre mão de unhas fashion sempre e quer uma alternativa mais saudável. Não são naturais nem orgânicos, mas as empresas de esmalte têm lançado cada vez mais opções hipoalergênicas, reformulando seus produtos para remover o trio tóxico já proibido no mercado europeu: Dibutilflato (DBP), Formaldeído e Tolueno.
 
UnhasO formaldeído é achado em fortalecedores de unhas e usado como conservante. Mas é uma substância comprovadamente cancerígena e pode causa alergias. O dibutil ftalato (DBP) dá brilho e fluidez ao esmalte e ajuda a dissolver os outros ingredientes, mas foi asociado a distúrbios reprodutivos. Já os toluenos são solventes, que ajudam a suspensão da cor e dão o acabamento lisinho na unha, mas são possivelmente cancerígenos, e podem causar distúrbios reprodutivos e retardo de desenvolvimento em crianças. 
 
Colorama não fez alarde sobre o assunto, mas todos os seus esmaltes já são livres de formaldeído, DBP e tolueno, assim como os da Argento. Há várias outras marcas com linhas hipoalergênicas no mercado. A da Risqué (sem formaldeído e toluol) tem fórmula enriquecida com cálcio, de durabilidade e secagem rápida. Tem uma boa gama de cores tradicionais, mas senti falta de cores mais fashion. A da Impala (sem formaldeído, toluol e parabeno) é a que tem mais opções de cores, apesar de ser mais cara. Em termos de composição, a melhor marca é a Eclat (sem formaldeído, DBP, tolueno e parabeno), mas nunca experimentei. No momento eu estou adorando as novas cores da marca Dermanail Colors (sem benzeno, formaldeído e tolueno).
 
Ah, e não esqueçam de um detalhe importantíssimo, a base também tem que ser hipoalergênica, não só o esmalte!
 
Renata Esteves é colaboradora do Green Nation e dona do blog Beleza Orgânica.

quinta-feira, 15 de março de 2012

Fotógrafa americana registra amor de idosos apaixonados

Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR 
14/03/2012 | 18h41 | Terceira idade

 

Thiago Ventura | thiagoventura.com 

Basta abrir qualquer Facebook de um adolescente apaixonado e ver milhares de fotos de casais no vigor da juventude. O tema é comum também na televisão, propaganda, revistas: o amor de dois jovens com corpos belos e sarados. E quando o tempo passa? 

Retratar casais apaixonados mesmo após 50 anos foi o tema do trabalho “Love Ever After”, da fotógrafa americana Lauren Fleishman, do famoso distrito do Brooklyn, Nova York. A idéia surgiu em 2007, quando ela achou uma carta escrita pelo avô, que lutou durante a Segunda Guerra Mundial, para a avó. 

Conheça o site da fotógrafa 

  

Lauren entrevistou e registrou com fotos dezenas de casais com mais de 50 anos de casamento na região de Nova York. Segundo a fotógrafa, além de preservar a história deles, o projeto é uma forma de iluminar a experiência universal sobre o amor. 

“Eu dizia aos casais ‘estou tirando a foto, mas são vocês que escrevem a própria história de amor’”, conta em entrevista à revista Time - “E muitas coisa que eles falavam me davam a impressão que haviam esquecido de datas e momentos”, completa . Mas ao se lembrarem revelavam gestos de ternura, captados pelas lentes de Lauren. 

  

A fotógrafa se envolveu tanto no projeto que fez uma campanha para que a história dos velhinhos virasse um livro, além de recursos para registrar mais imagens. Ela precisava de US$ 15 mil para concretizar o projeto e utilizou de um site para captação de recursos. Nesta semana o valor arrecadado chegou aos US$ 25.847 e o livro agora vai tomar forma! 

  
 
 

  

  

  

quarta-feira, 14 de março de 2012

Poda de árvores

 

Tem um buraco na sua rua? Fale com a Prefeitura


 

Este site foi criado para você acompanhar a realização do serviço Tapa-Buracos na cidade. Veja a data limite para execução do serviço (cinco dias corridos após o recebimento da ordem de serviço) e confira. 

Se o serviço não tiver sido feito no prazo, ligue para 0800-17-5717 ou clique aqui e informe a Ouvidoria do Município para que a empresa prestadora do serviço seja cobrada e, se for o caso, punida.

ECOPONTOS


Ecopontos são locais de entrega voluntária de pequenos volumes de entulho (até 1 m³), grandes objetos (móveis, restos de poda de árvores etc.) e resíduos recicláveis. A população pode dispor o material gratuitamente em caçambas distintas para cada tipo de resíduo. A oferta destas áreas tem sido, gradativamente, ampliada em todas as regiões da cidade. A idéia é ter um Ecoponto em cada um dos 96 distritos.

Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 6 às 22 horas e, domingos e feriados, das 6 às 18 horas.
Veja a relação de ECOPONTOS

Produtos da Estação


Produtos da Estação

Comprando produtos da estação certamente você terá um índice menor de agrotóxicos:






Abelhas são indicadoras de poluição no ambiente


Ciclo Vivo postado em 14/03/2012 às 16h39
As abelhas são insetos sociais que contribuem para o ambiente por meio da polinização, ajudam na agricultura e, de quebra, ainda fornecem mel, geléia real, cera, própolis e pólen. Recentemente, uma pesquisa feita na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) descobriu outro papel importante desse animal para a sociedade: são bioindicadoras de poluição ambiental.

O estudo, realizado pela bióloga Talita Antonia da Silveira, foi desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Entomologia, com o objetivo de verificar se o pólen apícola coletado por abelhasApis Mellifera pode ser utilizado como bioindicador de poluição ambiental. Orientado pelo professor Luís Carlos Marchini, o trabalho foi realizado no apiário do Departamento de Entomologia e Acarologia (LEA), contendo na proximidade áreas agrícolas, industriais e urbana, com plantas ornamentais e frutíferas, em um fragmento de mata nativa.

Talita explica que as abelhas operárias realizam viagens exploratórias em áreas que cercam seu habitat, recolhendo o néctar, a água e o pólen das flores. Com isto, quase todos os setores ambientais - solo, vegetação, água e ar - são explorados. “Durante este processo, diversos microrganismos, produtos químicos e partículas suspensas no ar são interceptados pelas abelhas e podem ficar aderidos ao seu corpo ou ser ingeridos pelas mesmas”, explica a pesquisadora.

Pautado neste fato, os produtos apícolas podem ser usados como bioindicadores para monitoramento de impacto ambiental causado por fatores biológicos, químicos e físicos. “A análise de elementos traço no pólen podem biomonitorar o ambiente em questão. Esse monitoramento com produtos apícolas pode ser uma das formas de prevenir a contaminação ambiental”, afirma.

Quanto aos resultados obtidos pelo estudo, Talita salienta que o armazenamento de mel e pólen, a postura da rainha e a ocupação dos favos estão sujeitos às variações sazonais, já que as características produtivas e reprodutivas de colônias de abelhas são influenciadas pelo clima e pela disponibilidade de alimento na região em que são criadas. “As abelhas utilizaram vegetação de diversos tipos presentes no ambiente, aproveitaram as plantas ruderais como fonte de coleta de pólen para manutenção de suas colônias e acrescentaram à sua dieta o pólen de outras plantas arbóreas, arbustivas e herbáceas, conforme o recurso tornou-se disponível na área”, contou a bióloga. “Quanto à interferência do clima nos parâmetros físico-químicos, o estudo mostrou que as condições meteorológicas do ambiente influenciam a qualidade e a coleta do pólen”, conclui. Por Ana Carolina Miotto.

Curso de Chinês

O Instituto Confúcio na Unesp tem parceria com diversas universidades, escolas, centros culturais e outras entidades com o objetivo de disseminar a Língua e Cultura Chinesa em São Paulo e outras cidades.

  • Preços competitivos e bolsas integrais de estudos para alunos de escolas públicas.Veja mais: 

Urbanização, demanda por comida e clima ameaçam abastecimento de água


O aumento da demanda por comida, a rápida urbanização e as mudanças climáticas ameaçam o abastecimento de água no mundo. Essa conclusão faz parte do novo relatório da ONU intitulado Administrando Água sob Risco e Incerteza, divulgado na segunda-feira, 12 de março, no Fórum Mundial sobre Água, em Marselha (França).
O documento estima que haverá até 2050 um aumento de 19% no uso de água na agricultura, que já consome 70% da água doce no mundo. Além disso, por conta do crescimento da demanda de água, países estão explorando suas reservas subterrâneas e as mudanças climáticas estão alterando os padrões de chuva, a umidade do solo e causam secas e tempestades. A estimativa é que em 2070, 44 milhões de pessoas serão afetadas pelas consequências das mudanças climáticas.
“Ao menos que a água tenha uma importância central no planejamento do desenvolvimento, bilhões de pessoas, em sua maioria nos países em desenvolvimento, podem enfrentar uma redução de meios de subsistência e oportunidades de vida. Uma melhor governança da água é necessária, incluindo investimento em infraestrutura do setor público e privado”, alerta o comunicado da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
De acordo com o relatório, a infraestrutura de saneamento não acompanha o ritmo da população urbana, pois mais de 80% da água usada não é recolhida ou tratada e um bilhão de pessoas ainda não tem acesso à água limpa. “Temos muito a fazer antes que todas as pessoas tenham acesso a água e saneamento necessários para levar uma vida de dignidade e bem-estar”, observou o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

por EcoD | Foto: Evan Schneider/UN 

segunda-feira, 12 de março de 2012

CicloVivo conversa com Diego Gazola, consultor da Muda de Ideia


CicloVivo

Postado em 01/03/2012 às 10h19540 visualizações


O Programa CicloVivo entrevistou o gestor ambiental e empreendedor do Muda de Ideia, Diego Gazola. Durante o bate-papo, o consultor compartilha as experiências obtidas a partir do convívio com diferentes comunidades, exemplificando como é possível torná-las mais sustentáveis.

Gazola é publicitário e gestor ambiental por formação. Foi em 2002, quando trabalhava na produção de guias de viagem, que a semente do Muda de Ideia começou a ser germinada. Hoje o projeto trabalha em prol da transformação de grupos e comunidades, oferecendo soluções para uma sociedade mais justa.           

Entre as experiências de pesquisa vivenciadas pelo empreendedor, um destaque foi a viagem feita até a África do Sul, em que Gazola realizou pesquisas que auxiliarão as análises sobre o legado deixado pela Copa de 2010. O trabalho também deve ser útil para uma reflexão sobre a forma como o Brasil irá se organizar para receber a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016.

Outros destaques foram as expedições realizadas pelo Vale do Jequitinhonha e a viagem de barco pelo rio Amazonas, em que o intuito era trocar experiências, conhecimento, ampliar o diálogo. O contato com grupos diferentes é enriquecedor e serve para fornecer bagagem e conteúdo que posteriormente podem ser compartilhados com outras comunidades.

Gazola ainda dá dicas de como ser sustentável na prática e compartilha parte das experiências pessoais vivenciadas a partir do ideal do Muda de Ideia.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Greenpeace

Um ano de Fukushima
Um ano após o desastre de Fukushima, no Japão, o mundo ainda não aprendeu a lição. Um relatório produzido pelo Greenpeace mostra que milhares de pessoas em todo o mundo ainda correm o risco de enfrentar acidentes nucleares.

Whirlpool planeja ser a primeira a zerar resíduos

Fonte: Ecofidelidade
A subsidiária da Whirlpool em Joinville (SC), onde são produzidos os refrigeradores Consul e Brastemp, estabeleceu uma meta ambiental audaciosa para 2014.
Tornar-se a primeira fábrica no mundo em seu segmento de negócios a reduzir a zero o envio de resíduos industriais para aterros.
Hoje a unidade já consegue destinar para a reciclagem 94% dos resíduos de seu processo produtivo e 80,7% dos materiais de geladeiras e freezers recolhidos em seu programa de logística reversa, porcentagem superior aos 75% exigidos pela legislação ambiental da União Europeia, a mais rigorosa do mundo.
Para zerar os resíduos, a empresa procura uma destinação adequada de alguns tipos de óleos, gases e materiais como espumas de poliuretano, utilizada para isolar os refrigeradores, etiquetas, rótulos e plásticos bolhas. Vanderlei Niehues, gerente geral de sustentabilidade da companhia, diz que algumas soluções já estão bem encaminhadas. Recentemente, por exemplo, a companhia detectou no mercado a pernambucana Celulose Reciclada, detentora de uma tecnologia capaz de aproveitar o liner, material parafinado que protege etiquetas adesivas, na produção de papel tissue, insumo de guardanapos, lenços e papel higiênico. Entre junho e dezembro de 2011, a Whirlpool destinou 36 toneladas de liner para reciclagem.
Um consumidor para a espuma de poliuretano também já foi identificado. O material será utilizado na produção de carteiras e mesas escolares e 56 toneladas foram destinadas a esse fim no ano passado. Outra medida é substituir o plástico bolha por papelão picotado, material obtido no recolhimento de embalagens.
Em 2011, a empresa também passou a higienizar e reaproveitar luvas e mangas de proteção utilizadas pelos operários, evitando, em seis meses, o descarte de 2,5 toneladas de materiais. Desde 2006, quando implantou sua célula de desmontagem de eletrodomésticos em Joinville, a Whirlpool já recolheu 2.500 toneladas de materiais recicláveis e encaminhou 5 mil quilos de gases para regeneração.
Em 2011 a companhia recolheu 382 toneladas de materiais recicláveis. Como reconhece Vanderlei Niehues, o número é tímido, 3% apenas do volume total colocado no mercado por ano pela Whirlpool. "Temos no Brasil uma cultura de repassar os eletrodomésticos utilizados.
Enquanto os brasileiros devolvem para o fabricante menos de 1% dos eletrodomésticos, os canadenses devolvem 20%, os europeus 25% e os japoneses devolvem 48%", diz o executivo.
Apesar de ter um canal para o consumidor destinar para a reciclagem eletrodomésticos usados, não é por este caminho que a Whirlpool mantém ativo seu programa de logística reversa. É por meio de parcerias com distribuidoras de energia elétrica, que são obrigadas a adotar políticas de eficiência de consumo elétrico.
A prática mais comum entre as distribuidoras são os programas de troca de geladeiras antigas, em média com 20 anos de uso, por novas. "O avanço tecnológico garante que um refrigerador atual consuma 60% menos energia do que um modelo com dez anos", diz Niehues.
Fonte: Domingos Zaparolli VE

Escola Helen Keller adota projeto sustentável


Jornal do Cambuci 10/11/2011

A Escola Municipal Helen Keller, direcionada para educação de alunos com deficiência auditiva (jovens e ou adultos), está iniciando trabalho pioneiro de inclusão social, através de um Projeto de Sustentabilidade e de Responsabilidade Social Corporativa.

O Projeto desenvolvido pela Trade Marketing possui profissionais com conhecimento específico na área de Sustentabilidade e que voluntariamente estão trabalhando para Escola.

Na visão desta empresa, a propagação do conceito de Sustentabilidade, inicia-se na escola. A Escola Municipal Helen Keller foi escolhida por atender alunos que possuem limitações naturais e sócias econômica desfavoráveis para a extensão do entendimento destes conceitos, inclusive através da mídia.
Em vista destas necessidades, Roberto Mangraviti, nascido no bairro da Aclimação e Diretor da Trade Marketing, idealizou um projeto que através da Sustentabilidade proporcionará a inclusão social dos alunos, gerando oportunidades, especialmente de trabalho. O executivo entende que sendo a sustentabilidade uma matéria, hoje obrigatória, não tem a difusão adequada.

Iniciou o Projeto com três palestras aos alunos e funcionários da Escola, mostrando através de slides, os problemas energéticos do planeta e a necessidade imperiosa de economizar, água, eletricidade e alimentos.

A partir daí o executivo procurou parceiros na iniciativa privada e imediatamente o Shopping Plaza Sul, ofereceu apoio através da doação da caixa de compostagem para produção de adubo na própria Escola com sobras provenientes da cozinha. Além disso, doaram-se lixeiras para o refeitório, objetivando a separação dos resíduos, com mensagens na linguagem em braile, para atender aos alunos com deficiência visual que também compõem o quadro discente.
Em razão dessa imediata sinergia, surgiu a idéia de entregarem-se as lixeiras aos alunos num evento no próprio Shopping Plaza Sul, atraindo na oportunidade, empresários, Ong´s e lojistas, através do I Encontro de Sustentabilidade – Uma Estratégia Ética de Negócios.
O evento ocorrido no último dia 25 de novembro teve o apoio da Câmara de Comércio Brasil Alemanha, que o divulgou através dos seus empresários associados.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Petrobras vai oferecer 11 mil vagas em cursos gratuitos de petróleo e gás Haverá cursos em 14 estados, abrangendo todos os níveis de escolaridade. Segundo a empresa, 60% das vagas são referentes a níveis básicos de estudo A + A - Tamanho do texto: Por Vladimir Platonow, Agência Brasil


A Petrobras vai oferecer este ano 11 mil vagas para cursos gratuitos dentro do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp). As inscrições começam no próximo dia 7 e vão até 12 de abril.
Haverá cursos em 14 estados, abrangendo todos os níveis de escolaridade. Segundo a empresa, 60% das vagas são referentes a níveis básicos de estudo. O anúncio oficial do 6º ciclo do Prominp será feito na próxima segunda-feira (5) pela presidenta da estatal, Maria das Graças Foster, quando haverá o detalhamento das condições para se concorrer às vagas.
O objetivo dos cursos oferecidos pela Petrobras é qualificar mão de obra nacional para suprir a demanda por trabalhadores nos setores de petróleo e gás, que devem absorver um número cada vez maior de profissionais nos próximos anos. 

FIZERAM ACREDITAR...


''Fizeram-nos acreditar que amor mesmo, amor de verdade, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não nos contaram que amor não é accionado, nem chega com hora marcada. Fizeram-nos acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém na nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: nós crescemos através de nós mesmos. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram-nos acreditar numa fórmula chamada "dois em um": duas pessoas que pensam igual, agem igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram-nos acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram-nos acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que namoram pouco são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeças tortas do que pés tortos. Fizeram-nos acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém nos vai contar isso tudo. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando estiveres muito apaixonado por ti mesmo, vais poder ser muito feliz e apaixonares-te por alguém.''



John Lennon
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...