quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Quem cozinha é parente próximo das bruxas e dos magos

Lindo texto do Blog Tempere seu dia, vale uma visita.

Porque quem pensa que a comida só faz matar a fome está redondamente enganado. Comer é muito perigoso. Cozinhar é feitiçaria. E comer é ser enfeitiçado. Sabia disso Babette, que conhecia os segredos de produzir alegria pela comida. (Rubem Alves)

 


Mas também é arte e poesia. É se deixar levar pela imaginação, totalmente sem razão, guiada apenas pela intuição. É trabalhar com os quatro elementos – terra, água, fogo e ar – em uma verdadeira apologia aos sentidos. É transformar alimento em remédio, para corpo e para a alma. É alquimia.

Do grego, cozinheiro vem de mageiros, mesma raiz de magia. Então, às vezes penso que cozinhar, nos torna mais humanos, pelo simples fato de podermos adicionar paz e alegria nos pratos que preparamos. Pois, ser cozinheiro é aprender a partilhar, renovar e também nutrir. É fazer do alimento, pura magia.

É abstrair e desenvolver uma nova percepção. É ser aprendiz, além de mestre. É orquestrar intuições e emoções. É chegar ao coração , tomando o caminho mais curto.

É degustar do passado, cheiros e gostos da infância. É reviver as experiências que nos fizeram descobrir quem somos. É se conectar com os nossos sentimentos e emoções mais profundas, em busca das raízes que nos fizeram chegar até aqui.

É sentar ao redor da mesa e também dividir o prato com quem amamos ou precisamos aprender a amar. É compartilhar, aprender a ceder a vez e também repartir. É ganhar a oportunidade de nos tornarmos mais complacentes e também mais sábios. É praticar uma das mais autênticas formas de amor. Feito presente dos céus, igual prece.

E assim, que tal irmos pra cozinha e prepararmos uma deliciosa sopa de abóbora? E reunirmos ao redor da mesa, como em um passe de mágica, toda essa gente querida?


Sopa de Abóbora com Sálvia

Você vai precisar de …

– 800 g de abóbora cabotiá (abóbora japonesa) sem casca e picada
– 1/2 couve-flor
– 1 cebola grande picada
– 1 litro de caldo de legumes
– 4 baguinhas de cardamomo
– Sal rosa do Himalaia
– Manteiga ghee
– Folhinhas de sálvia (a gosto)

Como fazer …

1 – Refogue a cebola em uma panela com a manteiga ghee e acrescente as folhinhas de sálvia bem picadinhas.
2 – Em seguida, incorpore a couve-flor e os cubos de abóbora, juntamente com o caldo de legumes.
3 – Quando tudo estiver cozido, tempere com o sal rosa e o cardamomo moído.
4 – Leve ao liquidificador e processe até virar um creme.
5 – Aqueça mais um pouquinho e sirva em seguida, em potinhos individuais.

Nota: Se você preferir, poderá acrescentar uma pimentinha dedo-de-moça (sem sementes) para dar uma apimentadinha na sopa ou até mesmo, pimenta calabresa seca. E se não tiver couve-flor, poderá fazer esta sopa-creme somente com a abóbora.

E aí, gostou ? Então, conta pra gente! E, é claro, muito obrigado pela sua visita.

Abs, Glau


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...